18/04/2022
  • B I R D E N   P R E S E N T S

    ANALOG EXPERIMENTATION

    Por @cesinhafeliciano.


    O que acontece quando um cinematógrafo extremamente técnico e fissurado nos equipamentos mais modernos do cinema resolve experimentar e comentar sobre diversos filmes analógicos pela primeira vez?

    Embarque nessa jornada cheia de descobertas, dicas, opiniões e claro, fotos fod@s feitas pelo Cesinha Feliciano.


     


     

  • KODAK PORTRA 400

  •  

    Minha câmera é uma Leica mini, que comprei nessa temporada em Portugal. Fui até a fronteira com a Espanha em uma viagem de carro para comprar essa raridade. É uma câmera para filmes 35mm, com uma lente Elmar 35mm com 1:3.5 de abertura e opção de flash.

    Muitos dizem que o Kodak PORTA 400 é o Santo Graal da fotografia analógica. Ele apresenta uma paleta de cor suave e natural, com saturação média e baixo contraste, que é ideal para tons de pele e resultados mais consistentes. Além disso é um filme de granulação fina, que resulta em maior nitidez inclusive ao ser escaneado.

    Foram 3 rolos de PORTA 400, 1 revelado em Lisboa no famoso laboratório CARMENCITA e os outros 2 foram revelados no Rio de Janeiro no Laboratório Vapt Vupt. No laboratório Carmelita foi possível sacanear as imagens reveladas com uma borda branca, já no Rio não foi possível ter essa borda devido ao modelo do Scanner.  

    Adorei esse filme e o indico para ser usado em retratos, também é um coringa para usar durante todo o dia, entre a gama com menos luz e mais luz. À noite, também gostei dos resultados em paisagens de rua com iluminação.

    Aproveitei um dia de chuva para fotografar uma fachada com neon vermelho e reflexos causados pela água. Ele oferece os melhores tons de pele e saturação de cor em uma ampla gama de condições de iluminação.

     

  •  



    Espaço

     

  • CINISTILL 50D

  •  

    CineStill 50D, nas minhas pesquisas antes de ter uma câmera analógica esse era o filme dos meus sonhos, porque esse filme é uma película para cinema (VISION3 50D), adaptado e preparado em escala industrial para uso em câmeras 35mm.

    Por ser um filme ISO 50 o ideal é que seja utilizado sob luz forte e com o diafragma aberto, resultando em imagens com pouca granulação.

    Atenção para o processo de revelação: C-41 (recomendado) ou ECN-2

    Recomendação para todos os filmes:

    - Evite armazenar o filme em locais quentes ou com exposição direta da luz solar.
    - Para aumentar a vida útil do filme, é recomendado guardá-lo na embalagem original e lacrada com temperatura abaixo de 13C. Para evitar a condensação de umidade no filme refrigerado, deixe-o aquecer até a temperatura ambiente antes de abrir a embalagem.
    - O ideal é que o filme seja revelado logo após o uso para preservar a latitude de exposição e fidelidade de cor ao máximo.

    Nesse dia, fizemos o ensaio bem cedo em uma área descampada, a fim de aproveitar o máximo de luz. Na minha opinião foi o melhor resultado dos 14 rolos, gostei muito do tom azulado da luz do dia, cerca de 5500K. e funcionou perfeitamente com minha Leica Mini. Porém, assim como o PORTA 400 é um filme caro.

     

  •  

     

    Espaço

     

  • ILFORD DELTA 3200

  •  

    ILFORD DELTA 3200 é o filme preto e branco mais rápido do mundo.

    Filme de personalidade e granulação "discreta" proporcionalmente ao seu ISO. É ideal para ação rápida e fotografia com pouca luz, incluindo fotos noturnas, shows, esportes e de interiores onde o uso do flash é proibido.

    Usei 3 rolos desse filme. Gostei muito do resultado, notei a existência de grãos na fotografia, mas prefiro encarar como uma personalidade do filme. Já era de se esperar, pois é um filme para fotografar em baixa luz!

    Com um rolo fizemos um ensaio noturno na praia, somente com a luz da fogueira e o resultado ficou super interessante.

    Também fotografamos em ambientes internos e à noite, o resultado pode ser notado na fotografia do João e do Vô que fizemos em casa.

    Os outros dois rolos foram usados para fotografar as ondas gigantes em Nazaré, onde fotografei os maiores Big riders do mundo se preparando e em ação, durante o campeonato mundial de Tow In, em um dia nublado e com baixa luminosidade.

     

  •  

    Espaço

     

     

  • ILFORD HP5 PLUS 400

  •  

    O ILFORD HP5 PLUS é um filme preto e branco de alta velocidade, granulação fina e contraste bacana, sua ampla latitude de exposição o torna uma ótima opção para iniciantes. O filme é uma excelente escolha para fotojornalismo, viagens, esportes, ação e fotografia de luz disponível em ambientes internos.

    O que me encantou nesse filme é que ele gera menos grãos do que o ILFORD 3200 e senti que minhas fotografias obtiveram um nível muito satisfatório de contraste.

    Fotografei 2 rolos desse filme, em um ensaio com o Vô e João no Castelo de Óbidos que se iniciou na Golden hour e terminou a noite com muita pouca luz.

    Notei que em fotografias com pouca luz, após o pôr do sol, os grãos aumentavam. Curti bastante o look das fotografias. Também fiz um ensaio com os Big Riders Pedro Calado e Gabriel Sampaio nas docas de Nazaré.

    É um filme preto e branco com melhor custo benefício, junto do ILFORD FP4 125.

     

  •  

    Espaço


     

     

  • ILFORD FP4 125

  •  

    Eu tenho muito carinho por esse filme, pois foi o primeiro rolo que usei na minha câmera, sendo a primeira fotografia do Pedro Calado, na porta de uma casa tradicionalmente do interior de Portugal.

    Fizemos esse ensaio em uma floresta de pinheiros nas redondezas de Nazaré. Um rolo foi usado nesse dia sob o sol da Golden Hour. Adorei o look do filme que apresenta menos grãos, uma bela nitidez e um contraste bacana, sem exageros.

    O segundo rolo foi utilizado no mar, sobre um jet ski, onde fiz fotografias dos penhascos de Nazaré de um ângulo privilegiado onde somente os surfistas esperam as ondas gigantes.

    Não tivemos um bom desempenho em ambientes internos com pouca luz.

    O ILFORD FP4 PLUS é um filme preto e branco coringa e de velocidade média com granulação fina. Ele se destaca particularmente em assuntos altamente detalhados em boas condições de iluminação interna e externa e, portanto, é um filme ideal para retratos, moda, rua, fotografia de produtos, paisagens e arquitetura.

     

  •  

    Espaço


     

  • FUJIFILM C200

  •  

    O FujiFilm C200 é o filme que me apresentou maior saturação das cores.

    Em comparação aos filmes da Kodak senti que o Fuji apresenta tons mais frios, mas obteve bom desempenho nas cores quentes. Notei também que as cores verde e vermelho se destacavam mais. Ou seja, indico usar esse filme tanto na praia quanto no campo.

    Foi apenas um rolo mas com certeza será a minha próxima compra, tanto pela textura bacana sem grãos excessivos, quanto ao seu ótimo custo benefício.

    O filme tem uma ampla latitude de exposição, o que significa que você terá que se esforçar para realmente subexpor ou superexpor.

    Respondeu bem a luz do dia em Nazaré e a noite em Óbidos, onde brinquei fazendo umas fotografias borradas a noite.

    Me apaixonei pelo resultado!

     

  •  

    Espaço

     

  • FUJIFILM SUPERIA 400

  •  

    Este filme estava fora da validade, ou seja, era uma incógnita, por mais que vc saiba que a Fuji valoriza o verde e vermelho e tem uma leitura do iso 400, filmes fora da validade são sempre uma surpresa!

    Me surpreendi com esse rolo, notei menos intensidade nas cores, mas com um resultado super satisfatório. Fotografei o Vo após uma sessão de surf em Baleal - Peniche, amei o degradê do laranja que conforme o sol ia se pondo mandando para o degradê do azul.

    Este filme também foi revelado no Carmencita.

    Se você tem um filme fora da validade, não jogue fora, às vezes ele pode te gerar gratas surpresas, mas indico usar ele em um projeto autoral e não profissional.

    Essas foram minhas primeiras percepções com fotografia analógica, a cada click um aprendizado. Indico vocês anotarem todas as informações de cada click em um caderninho identificando cada fotografia e informando as principais informações (iso, velocidade e abertura) e também é legal anotar informações sobre a luz no momento do click.

    Caso a sua câmera não tenha um fotômetro legal, baixe algum app que você possa usar a câmera do celular para dar a leitura da fotometria ideal.

     

  •  

    Espaço

     

  • AGFA APX PAN 100

  •  

    Curiosamente foi o filme que menos gostei, fotografia sem contraste e look cinza, sem muitos grãos. É um filme bem barato.

    Conclusão: Esse filme, para mim, foi tipo comer bolacha maisena com água morna...Hahaha. Sem comentários! Usei apenas um rolo, ganhei esse filme de brinde junto da câmera e também foi revelado em Portugal.

     

  •  

    Espaço


     

Compartilhe

Estamos ocupados atualizando nossa loja para você e voltaremos logo.

Whatsapp